IAT emite R$ 80 mil em multas por desmatamento ilegal no Noroeste do Estado
02/09/2021 - 08:23

Denúncias apontaram crimes ambientais em quatro propriedades de Cruzeiro do Oeste, no Noroeste do Estado. Infrações foram confirmadas após fiscalização do Instituto Água e Terra (IAT).

 

Uma força-tarefa do escritório regional de Umuarama do Instituto Água e Terra (IAT) fiscalizou nesta quarta-feira (01), com base em denúncias, situações de desmatamento ilegal em Cruzeiro do Oeste, no Noroeste do Estado.

A área compreende quatro propriedades do município. No total, foram lavrados Autos de Infração que totalizam R$ 88 mil em multas. Entre os crimes encontrados, estão o desmate de áreas de Reserva Legal, corte isolado de árvores nativas e destruição de Áreas de Preservação Permanente (APP).

“São crimes considerados graves ao meio ambiente. Em tempos de crise hídrica, é fundamental que a população tenha consciência sobre a importância das árvores, especialmente as nativas. Promovemos diversos programas de distribuição de mudas para reflorestamento e para aumentar a vegetação do Estado”, destacou o chefe regional do IAT em Umuarama, Felipe Furquim.

CRIME – Quem pratica o desmatamento ilegal está sujeito a penalidades administrativas previstas na Lei Federal nº 9605/98 (Lei de Crimes Ambientais) e no Decreto Federal nº 6514/08 (Condutas Infracionais ao Meio Ambiente). O responsável também pode responder a processo por crime ambiental.

Denúncias ao IAT podem ser feitas por meio do serviço de Ouvidoria ou pelo telefone 0800-643-0304. É importante informar a localização e os acontecimentos de maneira clara. Quanto mais detalhes sobre a ocorrência, melhor será a apuração dos fatos. No Batalhão de Polícia Ambiental Força Verde, a denúncia é feita pelo site da Ouvidoria da Polícia do Estado ou pelo Disque Denúncia 181. O cidadão tem a garantia de anonimato.

 

Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em:
www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo/

Últimas Notícias