Poços artesianos beneficiam comunidades rurais de Campo Mourão
20/08/2021 - 19:23

Perfurações fazem parte do programa Água no Campo, desenvolvido pelo Instituto Água e Terra. Desde 2019, são 394 poços artesianos que garantiram água de qualidade em 151 municípios. Os poços perfurados por este programa dão acesso a aquíferos para retirada de água subterrânea.

 

O programa Água no Campo, do Governo do Paraná, vai beneficiar oito comunidades de Campo Mourão, no Centro-Oeste do Estado. Os convênios para perfuração de poços artesianos foram assinados pelo secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, nesta quinta-feira (19).

Desenvolvido pelo Instituto Água e Terra (IAT), em parceria com as prefeituras, o programa leva água de qualidade para quem vive na área rural. Desde 2019, o programa já promoveu a perfuração de 394 poços artesianos, atendendo 151 municípios do Estado.

"Não tem nada mais nobre do que garantir água para beber, para higiene, para os animais. O desenvolvimento só ocorre onde tem água", disse o secretário. Estamos vivendo uma crise hídrica, a maior seca dos últimos 100 anos. Garantir a água é uma ação muito importante para as comunidades rurais”, completou.

Em Campo Mourão, o IAT está perfurando um poço artesiano também na Santa Casa. O secretário acompanhou a obra. Nesta semana, também foram perfurados poços nas comunidades Fraternidade o Caminho e do Km 128, que vai atender professores e alunos da Escola Municipal do Campo Manoel da Nóbrega.

"Estamos esperando esse benefício já há algum tempo. Essa água vai atender toda a comunidade escolar”, afirmou a diretora da escola, Marineide da Luz. Os cinco convênios restantes beneficiarão os moradores de Cama Patente, a Comunidade Indígena no Barreiro das Frutas, a Igreja Presbiteriana do Brasil, Jardim Araucária e Água da Boa Sorte.

ÁGUA NO CAMPO - Os poços perfurados por este programa dão acesso a aquíferos para retirada de água subterrânea. Ele consiste na perfuração, revestimento, filtro, pré-filtro, motobomba e vedação. A viabilidade técnica de atendimento das solicitações cadastradas se dá por contrato administrativo com as prefeituras. O Instituto Água e Terra, por meio da Diretoria de Saneamento Ambiental e Recursos Hídricos, disponibiliza o equipamento de perfuração e equipe técnica.

A prefeitura fica encarregada de definir o local da perfuração e pelo fornecimento dos tubos de revestimentos ou filtros, combustível (óleo diesel), areia, brita, cimento e custeio. Após a conclusão dos serviços de perfuração, a responsabilidade de regularizar a área de uso em comum, a operacionalização do poço (bomba, reservatório, energia e adução) e a solicitação da outorga de uso do manancial são de responsabilidade da prefeitura e comunidades.

 

Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em:
www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo/

Últimas Notícias