Voluntário evita incêndio de maiores proporções em unidade de conservação
28/08/2021 - 18:41

O princípio de incêndio aconteceu no Parque Estadual do Pico Marumbi e a ação de um integrante do programa de voluntariado em Unidades de Conservação, reforça o importância do trabalho.

 

Um princípio de incêndio no Parque Estadual do Marumbi, na Região Metropolitana de Curitiba, nesta semana, mostrou a importância do programa de voluntariado em Unidades de Conservação, desenvolvido pelo Instituto Água e Terra (IAT), órgão vinculado à Secretaria do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo do Paraná (Sedest). A atitude é ressaltada neste sábado, 28 de agosto, Dia Nacional do Voluntário.

O primeiro aviso de incêndio, por volta das nove horas da manhã, foi dado por um dos voluntários, integrante da Federação Paranaense de Montanhismo (Fepam), que também evitou um agravamento da situação utilizando a água que tinha. Com conhecimento, o voluntário acionou o Corpo de Bombeiros, através do telefone 193, para dar continuidade ao combate, uma vez que o solo permaneceu quente e com riscos de incêndio.

O programa de voluntariado do IAT nas Unidades de Conservação (UCs) foi criado para promover um intercâmbio entre os amantes da natureza com os órgãos estaduais, a fim de proteger o patrimônio natural do Paraná. São 71 UCs no Estado, sendo 30 abertas à visitação pública. Também são voluntários nas Unidades de Conservação a AMO BAITACA (Associação de Montanhismo da Baitaca), o CPM (Clube Paranaense de Montanhismo), e a AMC (Associação de Montanhistas de Cristo), o COSMO (Corpo de socorro em montanhas), a Brigada FEPAM, a Brigada Caratuva e a Rede Nacional de Brigadistas Voluntários.

Os voluntários são responsáveis por diversas atividades, como apoio na prestação de informação aos visitantes, educação ambiental e pesquisa, manutenção de trilhas e instalações, auxilio nos trabalhos administrativos, identificação de focos de incêndio e outros incidentes, participação de grupos de resgate ou combate a incêndios, e nas ações de recuperação de áreas degradadas, além de prestar auxílio em projetos de manejo.

PREVINA - O combate a incêndios nas Unidades de Conservação faz parte do Programa de Prevenção aos Incêndios na Natureza (Previna), que conta com a participação de voluntários, além do Corpo de Bombeiros, Defesa Civil e Batalhão de Polícia Ambiental – Força Verde. Antes de entrar para o programa de brigadistas voluntários, é necessário participar de uma capacitação fornecida pelo IAT e Corpo de Bombeiros.

De acordo com o secretário do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo, Márcio Nunes, além de contar com a ajuda dos turistas e amantes da natureza, o programa de voluntariado também possibilita uma formação técnica e científica para os cidadãos interessados em atuar na área ambiental.

“São cerca de 150 voluntários, para o qual o Estado colabora com equipamentos e seguro de vida para que possam participar dessa importante ação. Eles são nossas pernas para a proteção do meio ambiente”, destacou o secretário.

O IAT também fornece aos voluntários o alojamento (nas unidades de conservação que conta com essa infraestrutura), transporte (entre o escritório regional do IAT e a Unidade de Conservação), alimentação e certificado.

DIA INTERNACIONAL - “Ser voluntário no Patrimônio Natural é ofertar a solidariedade e o calor humano, que deve ser compartilhado entre as pessoas num espírito de ajuda e cooperação entre as pessoas. É isso que o Dia Internacional do Voluntário traz essa representatividade”, destacou o diretor-presidente do IAT, Everton Souza.

“Pelo trabalho voluntário dos clubes de montanhismo, com apoio efetivo do IAT, três ações envolveram 49 participantes e atenderam os Parques Estaduais Pico Paraná, Pico Marumbi e Vila Velha. Outras cinco ações voluntárias de funcionários do IAT promoveram a coleta de lixo em UCs, com cerca de 40 pessoas, nos Parques Estaduais Pico Paraná, Serra da Baitaca, Serra da Esperança, Ilha do Mel, e Vale do Codó”, afirmou o diretor de Políticas Ambientais da Sedest e diretor do Patrimônio Natural do IAT, Rafael Andreguetto.

Além disso, a Ilha do Mel recebeu seis ações de limpeza com cerca de 50 participantes de ONGs locais, com apoio do IAT.Para ser um voluntário nas Unidades de Conservação do Paraná, basta se cadastrar neste link 

Para ser um voluntário de brigadistas e atuar no combate de incêndios Florestais nas Unidades de Conservação o cadastro é feito AQUI

OUTRAS OPÇÕES – O Instituto Água e Terra oferta outros dois programas de voluntariado em prol do meio ambiente: em viveiros florestais e no cuidado com a fauna silvestre. Nos 19 viveiros florestais do Estado e dois laboratórios de sementes, o voluntário poderá contribuir na produção de mudas de espécies nativas e a educação ambiental.

Eles serão responsáveis pelo enchimento de tubetes; manejo de bandejas; análise e beneficiamento de sementes; retirada de ervas daninhas dos tubetes; prestação de informações aos visitantes; desenvolvimento de projetos de Educação Ambiental e pesquisa.

Já pelo CRIA (Cuidados e Reabilitação Intensiva de Animais Silvestres), o objetivo é a sensibilização da população a respeito das situações críticas e cotidianas sobre a fauna silvestre em ambiente urbano e periurbano, além dos problemas de fauna decorrentes das ações humanas, com destaque para perda de habitats naturais.

Muitos animais silvestres atendidos pelo IAT e seus parceiros são filhotes órfãos ou animais que precisam de algum cuidado contínuo. Por meio do CRIA, os voluntários poderão ter um contato direto com a fauna em suas próprias casas, auxiliando no cuidado destes animais e contribuindo para o seu retorno à natureza.

As atividades a serem desenvolvidas são alimentar, abrigar e tratar animais silvestres de forma que eles possam retornar ao próprio habitat. Antes de se inscrever neste programa, é necessário participar de uma capacitação fornecida pelo IAT. As inscrições são abertas conforme a abertura de turmas de capacitação, com divulgação no site do Instituto, na aba Gestão da Fauna Silvestre.

 

Saiba mais sobre o trabalho da Secretaria de Estado do Desenvolvimento Sustentável e do Turismo em:
www.facebook.com/desenvolvimentosustentaveleturismo/

 

 

Últimas Notícias